Nova Clinica Luz - Transtorno de Ansiedade: Sem tempo para o agora.

Notícias

Dicionários “não técnicos” têm diversas definições para ansiedade, como aflição, angústia, perturbação do espírito causado pela incerteza etc. Mas “tecnicamente” o que é a ansiedade? Devemos entender ansiedade como um fenômeno que ora nos beneficia, ora nos prejudica, dependendo das circunstâncias ou intensidade, e que se torna prejudicial ao nosso funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal). A ansiedade estimula o indivíduo a entrar em ação, porém, em excesso, faz exatamente o contrário - impedindo reações.

Transtorno de Ansiedade: Sem tempo para o agora.

Dicionários “não técnicos” têm diversas definições para ansiedade, como aflição, angústia, perturbação do espírito causado pela incerteza etc. Mas “tecnicamente” o que é a ansiedade? Devemos entender ansiedade como um fenômeno que ora nos beneficia, ora nos prejudica, dependendo das circunstâncias ou intensidade, e que se torna prejudicial ao nosso funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal). A ansiedade estimula o indivíduo a entrar em ação, porém, em excesso, faz exatamente o contrário - impedindo reações.

Causas

Os transtornos de ansiedade são doenças relacionadas ao funcionamento do corpo e às experiências de vida.  A pessoa pode se sentir ansiosa a maior parte do tempo sem nenhuma razão aparente ou pode ter ansiedade apenas às vezes, mas tão intensamente que se sentirá imobilizada. 

A sensação de ansiedade pode ser tão desconfortável que, para evitá-la, as pessoas deixam de fazer coisas simples (como usar o elevador) por causa do desconforto que sentem.

Sintomas

Os transtornos da ansiedade têm sintomas muito mais intensos do que aquela ansiedade normal do cotidiano.  Eles aparecem como:

  • Preocupações, tensões ou medos exagerados (a pessoa não consegue relaxar);
  • Sensação contínua de que um desastre ou algo muito ruim vai acontecer;
  • Preocupações exageradas com saúde, dinheiro, família ou trabalho;
  • Medo extremo de algum objeto ou situação em particular;
  • Medo exagerado de ser humilhado publicamente;
  • Falta de controle sobre pensamentos, imagens ou atitudes, que se repetem independentemente da vontade;
  • Pavor depois de uma situação muito difícil.

Diagnóstico

Realizado através de uma série de ferramentas diagnósticas, como a presença e identificação dos sintomas, testes e escalas específicas sobre ansiedade e ainda a verificação com exames laboratoriais. 

Alguns “marcadores biológicos” podem estar alterados nos quadros de ansiedade, como a dosagem do cortisol (importante hormônio na ansiedade e estresse), alterações da glicemia, dos hormônios sexuais etc.

Tratamento 

Existem três tipos de tratamento para os transtornos de ansiedade:

  • Medicamentos (sempre com acompanhamento e receita médica)
  • Psicoterapia com psicólogo ou médico psiquiatra
  • Combinação dos dois tratamentos (medicamentos e psicoterapia).

A grande maioria das pessoas com ansiedade começa a se sentir melhor e retoma as suas atividades depois de algumas semanas de tratamento. Por isso é importante procurar ajuda especializada. O diagnóstico precoce e preciso da ansiedade, o tratamento eficaz e o acompanhamento por um prazo longo são imprescindíveis para obter melhores resultados e diminuir os prejuízos.

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e nunca se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Buscando ajuda médica

Quando o distúrbio de ansiedade produz algum tipo de desprazer ou sofrimento, interferindo negativamente na qualidade de vida, é necessária a busca de um tratamento especializado. Esta ajuda pode ocorrer por profissionais de saúde da área da psiquiatria e da psicologia. 

Dependendo dos fatores causais envolvidos, como fatores do desenvolvimento da personalidade, traumas e crises, a conduta mais adequada é procurar uma psicoterapia. Caso os fatores causais tenham origem biológica, a chamada “ansiedade biológica”, o psiquiatra deve ser procurado.  

Prevenção

Medidas de qualidade de vida podem ajudar, como:

Exercício físicos diários

Alimentação balanceada, equilibrada e de boa qualidade

Cuidar da qualidade de sono

Técnicas de relaxamento

Religiosidade

Arte- terapia

Lazer

 

Joomla contact form by 123FormBuilder